Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Os sonhos começam assim

WTG – O que te levou a querer construir este cockpit?

JRB – Precisava de algo mais que me pudesse fazer sentir como se estivesse num cockpit real. Claro que está muito longe disso, mas queria uma melhor alternativa do que só ter um joystick em cima da mesa.

 

WTG – Quando iniciaste o projeto?

JRB – Este projeto tem vindo a ser um “refresh” de outros anteriores mais básicos. O projecto inicial, salvo erro, comecei-o em 2014 e basicamente era só uma consola para o “Landing Gear” e alguns botões que ficava em cima da secretária, o que naquela altura já fazia uma festa por ter um “Gear Handle” para mexer (risos).

 

WTG – Quais são, no teu entender, as vantagens de um cockpit com este formato?

JRB – A principal vantagem, teria de ser um cockpit funcional adequado ao pouco espaço que tenho. Uma vez que o computador do simulador é o mesmo para trabalhar ou navegar na internet, tive que arranjar esta solução para que rapidamente consiga alternar nestes dois modos deixando assim a secretária livre para outras coisas.

 

WTG – Quais são os próximos passos?

JRB – De momento não penso em próximos passos que sejam de grandes alterações. Há sempre pequenas coisas a acrescentar ou afinar e uma delas será adicionar uma luz para iluminar o painel do “Throttle” para quando voo com luminusidade reduzida e preciso de usar alguns botões.

 

WTG – Consegues fazer uma estimativa do tempo dedicado à sua construção?

JRB – Esta última versão foi feita de raíz, e desde a idealização, alguns esboços e medidas, demorou cerca de 1 mês.

 

WTG – Não temes que o F-16 passe de moda e se torne um clássico face às novas aeronaves e tecnologias?

JRB – Pensei sempre nisso quando fazia alguma alteração ao cockpit, mas como li que os F-16 iriam ser modernizados e o seu tempo de vida ficaria acrescido mais 20 anos, não me importei muito.
Penso que ainda vão andar por cá algum tempo até que idealize um cockpit mais avançado (risos).

 

WTG-  Onde costumas procurar apoio e ideias para o teu projeto?

JRB – Faço inúmeras pesquisas na internet, muitas mesmo. Passo algum tempo a observar fotos de cockpits reais de F-16 e pensar o que poderei ou conseguirei aproveitar dali.
Gosto de ver o que outros entusiastas como eu costumam fazer. Depois, face às minhas necessidades, uso um bocado da ideia de um, misturando com a ideia de outro e juntando a minha ideia.

 

WTG – Que conselho dás a quem sonha com um projeto assim?

JRB – Primeiro tentem saber ao certo do que vão necessitar em termos de funcionalidades. Se é um cockpit para estar sempre fixo num local ou se é para ser retirado facilmente.
Façam alguma pesquisa e tentem esboçar mesmo que seja um desenho tosco. O que interessa é que consigam pôr no papel a ideia. Depois é uma questão de medidas. Vai depender do local onde vai ficar, mas tentem chegar à medida mais perto do real.
Acima de tudo, não desanimem. Haverá sempre precalços (e tive bastantes), mas de uma maneira ou de outra dá para contornar o problema e resolver de outra forma 🙂

 

WTG – João, da nossa parte um enormeeee obrigado pelo tempo que deste para esta entrevista, pela partilha e, sobretudo, pela inspiração que és e serás a novos projetos na nossa comunidade. Obrigado! Siga!

 

JRB – Bons voos!