Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

ETAP 1.2 Sarajevo Approach

Para realizar com sucesso a “Sarajevo Approach” com uma aeronave C160, o piloto deve seguir um procedimento cuidadosamente planeado e executado com precisão. Essa manobra é desafiadora e exige habilidades avançadas de pilotagem, além de uma compreensão detalhada das características da aeronave e das condições operacionais específicas.

Aqui está um resumo do procedimento que o piloto de uma aeronave C160 deve adotar para realizar a “Sarajevo Approach”:

1. Preparação e Planeamento:
Antes da aproximação a Sarajevo, a tripulação da aeronave deve realizar uma preparação minuciosa. Isso inclui analisar as informações meteorológicas, como velocidade e direção do vento, visibilidade e quaisquer condições adversas que possam afetar a segurança do voo. Além disso, devem ser considerados os dados do peso e equilíbrio da aeronave para garantir que ela esteja dentro dos limites operacionais adequados.

2. Comunicação com o Controle de Tráfego Aéreo (ATC):
Antes de se aproximar de Sarajevo, o piloto deve entrar em contato com o controle de tráfego aéreo responsável pela região. Eles devem informar sua intenção de realizar a “Sarajevo Approach” e solicitar quaisquer instruções ou informações adicionais sobre o tráfego aéreo e as condições operacionais em Sarajevo.

3. Início da Descida:
Ao se aproximar do aeroporto de Sarajevo, a tripulação do C160 deve começar a sua descida. Para realizar a “Sarajevo Approach”, o piloto deve ajustar o ângulo de descida para cerca de 25 graus. Essa inclinação íngreme é essencial para minimizar o tempo de exposição da aeronave ao alcance das armas leves no solo.

4. Controle da Velocidade e Altitude:
Durante a descida, o piloto deve monitorizar cuidadosamente a velocidade e a altitude da aeronave. É fundamental manter a velocidade dentro dos parâmetros operacionais seguros e ajustar a potência dos motores para controlar a taxa de descida. Ao mesmo tempo, o piloto deve garantir que a aeronave mantenha uma altitude adequada para evitar colisões com as montanhas circundantes.

5. Utilização dos Instrumentos e Referências Visuais:
Durante a “Sarajevo Approach”, o piloto deve fazer uso de instrumentos de navegação avançados, como altímetros, velocímetros e indicadores de atitude, para garantir uma descida precisa e controlada. Além disso, a utilização de referências visuais, quando disponíveis, também é importante para orientar o voo seguindo o contorno do terreno.

6. Aterragem Segura:
Após executar a descida íngreme seguindo a “Sarajevo Approach”, o piloto deve realizar a aterragem da aeronave com cuidado e precisão. É essencial manter o controle total da aeronave durante o pouso e garantir uma paragem segura na pista do aeroporto de Sarajevo.

Em resumo, realizar a “Sarajevo Approach” com uma aeronave C160 requer um procedimento cuidadosamente planeado, habilidades avançadas de pilotagem e uma compreensão completa das condições operacionais. É uma manobra desafiadora, mas, quando realizada com sucesso, permite maximizar a segurança durante a aproximação e aterragem na área de Sarajevo durante a Guerra da Bósnia.

pics by “Pope”

 

cenas fixes: cenário de Seia da SimEdge – link